domingo, 27 de dezembro de 2009

Ainda não é 2010...

Passou-se mais um Natal. Mais uma noite de muita comida - demasiada, como sempre - e de muita conversa e depois a troca de prendas e a partilha de momentos únicos com a família.

Passada esta parte em que andou tudo maluco a fazer compras - quer de presentes, quer de vitualhas para a mesa de Natal - chega a outra parte: "onde vais fazer a passagem de ano?" e o sacramental "balanço do ano de 2009".

Ora bem... como estou no Algarve, vou mudar de ares e vou subir para Norte (é difícil, a partir daqui, não ser tudo Norte!) para receber o ano novo de 2010.

Quanto ao balanço do ano de 2009... Mesmo não tendo sido o ano mais fácil em termos profissionais e, portanto, monetários, não posso fazer uma avaliação negativa. Seria muito ingrato da minha parte fazer tal desfeita a este ano de 2009.

Sendo um pouco (ok... muito!) lamechas, posso dizer que acumulei alguma riqueza, daquela que não há dinheiro que compre: fiz amigos. Sim, este ano foi um ano de novas e estreitas amizades. Porque passar por este mundo sem fazer a diferença, sem ter alguma relevância para algumas pessoas - por poucas que sejam - faz com que não valha a pena passar por aqui.

Claro que também tenho de dar graças por muitas mais coisas, mas este não é propriamente um blogue 100% autobiográfico!

Obrigada, 2009, por me mostrares muitas coisas que eu ainda não tinha visto!

Ao ano 2010 farei as devidas vénias depois de ele chegar. Tal como só aí vos desejarei um feliz ano novo. Ainda faltam uns dias...

Entretanto, sempre vos desejo que a entrada no ano novo não seja o frete que têm de fazer ou a farra que não vos apetece. Entrem no ano felizes! Façam, desde o primeiro segundo, aquilo que querem fazer!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Composição: O Natal

Composição
O Natal


Eu cá gosto muito do Natal.
Eu cá acho o Natal muito bonito.
Eu cá adoro receber prendas de Natal.
Eu cá sei que não é o Pai Natal ou o Menino Jesus que me traz os presentes porque vejo os embrulhos no guarda-fatos da minha mãe.
Eu cá acho que se o Natal fosse todo o ano era uma porcaria porque os meus pais não têm dinheiro para estar sempre a comprar presentes e a minha mãe tem mais que fazer do que passar a vida a fazer bolo inglês, bombons de batata doce e fritos de Natal.
Eu cá nunca vi o Espírito Natalício, mas há pessoas que dizem que ele existe.
Eu cá gosto da comida do Natal, sobretudo dos doces.
Eu cá fico sempre doente no Natal, mas deve ser porque faz frio e não porque me porto mal.
Eu cá, quando for grande, vou continuar a gostar muito do Natal.
Eu cá, vou terminar esta composição porque já tenho dez linhas sobre o Natal.




Meus queridos e minhas queridas,
Desejo a todos um NATAL MUITO FELIZ junto de todos os vossos e que o Espírito de Natal vos apareça sob a forma de muitos sorrisos e boa disposição numa noite que se prevê fria meteorologicamente falando, mas que faço votos de que seja bem quentinha e aconchegadinhoa para todos e para todas!

Bicadas da Passaroca!

sábado, 12 de dezembro de 2009

Ter ou não ter piada, eis a questão!




Quem não gosta de fazer alguém rir quando conta uma anedota, quando diz algo engraçado de propósito, quando cria uma piada, quando está num palco a fazer 'stand-up comedy'?
Temos de admitir que fazer rir é uma proeza única que uns mais que outros conseguem.

A questão que me coloco por vezes, quando vejo e/ou ouço certos "fenómenos" é o que é que - ou quem é que - determina que determinado fulano ou determinada fulana tem piada e é suficientemente talentoso para se lhe dar um programa de televisão ou de rádio?

Na minha adolescência eu ria com o Herman José. Vi os programas todos dele e achava - e acho - que aquele sentido de humor, aquela forma de humor, era inteligente, fazia rir porque não a piadinha vulgar do teatro de revista ou do 'sketch' para desenrascar num qualquer concurso ou Natal dos Hospitais.
Depois, o Herman perdeu a criatividade, perdeu-se um pouco... mas admiro-o pela humildade de o admitir.
O fenómeno Gato Fedorento seguiu-se e eu, confesso, gostei desse vento de mudança. Gosto deles quando têm liberdade de acção, sem estarem condicionados por um tema. As entrevistas em época de eleições foram, talvez, o ponto alto. Aquela gente faz-me rir.

Mas passemos à rádio e ao que me traz ao tema do riso.

Quando andava na faculdade e tinha de atravessar o IC19, ouvia "O Homem que Mordeu o Cão" do Nuno Markl, na Rádio Comercial. Adorava aquilo! Eu e uma série de gente que estando na fila de trânsito à saída de Rio de Mouro se desatava a rir no carro ao mesmo tempo.
Mais tarde, o Markl passou para a Antena 3 com uma série de rubricas, e de repente... onde está ele?

Sou apanhada de surpresa. Quem está a ocupar o espaço dele é um tal Bruno Aleixo. Na Sic Radical eu mudo de canal quando ele aparece. Na Antena 3 aguentei 20 segundos... se tanto! Quem disse a este caramelo que ele tem piada? Ou melhor... quem é que do alto da sua sapiência achou que este fulano tinha tanta piada que era preciso partilhar o "fenómeno" com o resto do país? Quem - ou o quê - determinou que valia a pena investir dinheiro e tempo com aquele tipo de humor (ou falta de....)?

Entretanto descobri que o Nuno Markl está outra vez na rádio Comercial. É para lá que vou de manhã, porque o fulano ainda me faz rir. E o outro não faz, nunca fez e eu penso que não nunca vai fazer.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Carta materialista ao Pai Natal

Querido Pai Natal,

Eu sei que tu és mais virado para as criancinhas (o que nos dias que correm, não sei se não vai dar em escutas aos teus telefones e nas renas a dar entrevistas no programa da Júlia Pinheiro....) mas mesmo assim, eu faço aqui o meu pedido para este Natal.

De salientar que esta carta é inteiramente materialista, consumista, e todas essas coisas típicas do Natal do Séc. XXI (e dos outros séculos todos...).

Tudo o que quero, Pai Natal, é que faças com que me paguem tudo quanto me devem, pois os calotes são mais que muitos e uns meses porque é Verão, noutros porque é crise e agora porque é Natal, eu estou a ver que fico a tinir enquanto os filhos de uma meretriz que me devem dinheiro ainda se riem enquanto vão comprar o novo livro do Saramago para enfeitar a estante lá de casa...

Se conseguires esse feito, eu poderei ir fazer as minhas comprinhas de Natal e ainda comprar uma lembrança fixe para mim!

Sê bonzinho, sê competente, leva os teus ajudantes (que eu sei por portas travessas que não são elfos, mas sim antigos agentes da KGB de origem ucraniana e moldava...) e faz-me lá este favor.

Desde já grata pela tua disponibilidade, vai daqui um beijinho e prometo que te pago umas imperiais e uns tremoços que deves estar farto de leite com bolachas...


terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Aprender a conduzir


Lembram-se quando tiraram a carta de condução? Mais exactamente... lembram-se das aulas de condução?

[Antes de desenvolver mais este texto, quero dizer que estou a referir-me àquelas pessoas que não sabiam praticamente o que era o lugar do condutor de um automóvel... ]

Ora bem... quando eu tinha aulas de condução, aquilo era irreal. Andava a 40 km/h, ia para locais isolados e quase não tinha contacto com o trânsito, tinha de virar à esquerda exactamente a um ângulo de 90 graus (ou lá o que era, que sou má em ângulos...) e no eixo da via, tinha de ligar o pisca aí a uns 200 metros do obstáculo a ultrapassar, abrandar nos sinais de triângulo invertido e parar no stop, mesmo que a visibilidade antes dos sinais fosse nula.

Não aprendi para que serviam as mudanças, não aprendi quais os pontos de referência para fazer inversão de marcha num sítio estreito, não aprendi a estacionar entre dois carros e não meti mais do que a terceira.
Ou seja... quando acabei de tirar a carta estava quase tão ignorante como quando fui tirá-la.

Contudo, e depois de umas aulas extra dadas pelo meu paizinho, que me levou para estradas com curvas, me obrigou a meter as mudanças todas - e explicou-me como e por que razão é que metemos mudanças - lá parti para Lisboa, com 3 semanas de carta e não muito segura de que estava à altura dos desafios que tinha pela frente: IC19, Cabos Àvila, Av. das Descobertas, Belém, Junqueira e depois, está claro.. todo o resto da cidade - a incomparável e já extinta rotunda de Alcântara (que pesadelo!), a Av. de Ceuta, e por aí a fora. Aprendi a conduzir no meio da confusão e ainda hoje, apesar de viver no Algarve, sou uma condutora lisboeta de coração. A minha buzina não tem descanso e o vernáculo faria corar uma peixeira do Bulhão!

---------------------------------------
Quando por acaso tenho o azar de ir atrás de um carro de uma escola de condução, penso cá para os meus botões que todo aquele rigor e lentidão serão sol de pouca dura. Aquele aprendiz vai, muito rapidamente, adoptar os maus hábitos de todos nós, ou não sobrevivirá nesta selva de alcatrão e chapa.


domingo, 6 de dezembro de 2009

Enfeites de Natal a preparar o Mundial

Com a chegada do mês de Dezembro, começa o frenesi do Natal e, com o frenesi do Natal, começamos a ver as incontornáveis decorações de natal nas ruas, nas lojas, e nas varandas dos prédios de apartamentos.

Se nas ruas vemos as luzes e nas lojas fitas e presépios, já nas varandas dos prédios de apartamentos vemos aquele horror do pai natal a trepar ou a enforcar-se (ainda não percebi muito bem...).



Este ano, uma associação de católicos usou da sua influência e pôs os seus membros e amigos a colocar às janelas e varandas o estandarte de natal com a figura do menino Jesus.



Se bem que me agrada mais ver um estandarte do menino Jesus do que um pai natal a enforcar-se numa varanda, a verdade é que não entendo esta mania de enfeitar as varandas. Ainda assim, cá para mim, o menino Jesus devia ficar pendurado o ano todo, porque com a previsível má figura de Portugal no Mundial de Futebol, vamos precisar de toda a ajuda divina que pudermos arranjar...

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Meu ouvido não é penico, não!

As coisas que uma pessoa ouve:

1 - Na Worten em Albufeira:
"Não quer que façamos o arredondamento para o remanescente ir para uma organização? A Worten está a fazer uma campanha.... é uma organização humanística..."

2 - No concurso da televisão:
"Eu trabalho com palhaços, acróbatas..." (isto com um sotaque de falsa tia...)


quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Eufemismos ou entrelinhas

Depois de anos e anos a ler a Holla! (sim, eu leio a Holla!, e então?), há eufemismos que se vão apanhando.
Ou seja, vamos sabendo o que se passa não pelo que se diz preto no branco, mas pelo que fica nas entrelinhas.

E então temos a afirmação de que fulano e fulana "niegan que haya crisis en su matrimonio". O que isto quer dizer é que daí a uns meses fulano e fulana "anuncian su separación". É só uma questão de tempo...

Quando um casalinho diz que "entre nosotros hay una gran amistad", na verdade o que aconteceu é que andaram a dar umas durante uns tempos e não têm qualquer compromisso e nem era para serem descobertos, mas foram suficientemente estúpidos para irem jantar a um restaurante da moda pejado de papparazzi.

Se há um casal que diz "no hay planes de boda", na maior parte das vezes a rapariga até queria que houvesse, mas o rapaz é que não vai nisso.

A afirmação "Él es el amor de mi vida" é daquelas coisas que dura pouco... daí a uns tempos é "ese señor se hay portado muy mal conmigo!".

Mas a que gosto mais é a das mulheres mais velhas que casam com homens mais novos e justificam-se (sem terem o de o fazer) com "tengo mucha energía. un hombre mayor no me sige el ritmo" - ou seja, "eu preciso de muito sexo e um gajo mais velho não acompanha a minha líbido".


quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

E depois da festa


Passada a festa, fica a desolação de um salão vazio. Olho em volta e sorrio porque o salão esteve cheio.
E agora é arranjar inspiração para mais 365 dias de escrita.

Quando comecei a brincar com blogues, as coisas passavam-se de maneira tão diferente. Para se ter um blogue com links e outros bonecos era preciso saber htlm. Agora o blogger faz tudo e mais alguma coisa. Ainda me lembro quando quis pôr aqui o contador do histats... estava convencidíssima que tinha de ir ao código html do template do blogue para inserir o código html do contador. Afinal, era tão simples...! E é por isso que todos os blogues estão mais ou menos artilhados com contadores, relógios, imagens, música e sabe-se lá que mais.

Confesso que ainda gosto de um blogue simples, sem grande arsenal. E isto prende-se com uma questão muito prática: quanto mais artilhado o blogue, mas lento é abrir para se ver o que realmente interessa e que é a postagem do dia.

Também, quando comecei a blogar, a quantidade de comentários era importantíssima! Cheguei a ter gente a dizer-me "nunca vais comentar ao meu blogue". Actualmente temos os leitores que passam, lêem e seguem o seu caminho. Sabemos que agradamos, porque seguem o nosso blogue e porque temos um contador que nos diz que estiveram no blogue X pessoas.

Continua a ser importante a "linkagem" de blogues ali na barra lateral, mas há 5 anos era vital!

É interesante constatar que até nestas pequenas coisas, as tendências mudam. Um blogue ainda se mede pelos comentários, pelos visitantes e pelos blogues que o "linkam", mas hoje o que define mesmo a popularidade de quem quer estar na crista da onda da Internet é quantidade de seguidores no Twitter ou de amigos no Facebook.

Com tudo isto, hão-de perguntar-se se tenho um blogue para ser popular. A resposta é não. Mas, como qualquer "bloguista", gosto que me venham visitar, que me leiam e que me digam "gosto do teu blogue".

Este post não teve grande piada, não é? Às vezes estou um bocadinho mais séria, assim de bico caído e penas penduradas...

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Prendinhas pra mim!

A passaroca recebeu prendas!

Da minha madrinha linda recebi esta fotografia linda, com um sorriso todo pepsodent. Estou o máximo, não acham?


E da minha querida Cat in the bag este selo lindérrimo que me enche de orgulho!



Obrigada minhas lindas!

Killer Queen



This is me! :)))

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Festa de 1º Aniversário e Presente da Passaroca

Hoje a Passaroca celebra 1 ano de existência. É um dia especial, é um dia que deve ser comemorado como deve ser.

Assim, a Passaroca hoje foi fazer tratamento de penas, pôs rímel nas pestanas, fez 'paticure' e pintou as unhas de cor-de-rosa chock e encheu a penugem de brilhantes e purpurinas. Está um must!

Tentou concorrer ao programa da Sic Gaja para ir ao Freeport renovar o visual, mas quando viu o ar assassino dos apresentadores que a tomaram como matéria prima para malas e botas de pele de avestruz e ainda lhe queriam tirar as penas para fazer estolas e vestidos, a Passaroca teve de lhes mandar umas bicadas valentes e correr dali para fora! (Entretanto apresentou queixa à Quercus!)

Adiante...

Ei-la agora, toda arranjada e pronta para celebrar este aniversário e, para tanto, estão todos convidados para a festa. Há de tudo: champagne (Moët & Chandon, claro!), sumos naturais (aqui não entra refrigerante!), caviar, patê de fois gras (croquetes é na sala ao lado, na festa das tias do croquete!), e outras vitualhas carérrimas e super finas para vocês debicarem (se vinham à espera de encher o bandulho, deviam ter ido à festa da sala ao lado).

Como acontece em qualquer festa, os convidados têm direito a prenda, e a Passaroca tem uma prenda para todos os amigos e amigas donos de blogues, e espera ver a prenda em grande destaque nos próximos dias, se fazem favor!

Sim, é isso mesmo, a Passaroca tem um SELO! E porque gosto de todos vocês, sem excepção, levam todos o SELO que aqui vos deixo para se lembrarem da festa de arromba do 1º Aniversário do The Passaroca Knows Best.

Em 365 dias de blogue nunca vos pedi nada, hein? Portanto, hoje peço que levem e publiquem com honras de destaque o SELO da Passaroca, sim? Não é preciso passar a outro, não é preciso responder a um inquérito, é só mesmo levarem o SELO para o vosso blogue e exibirem-no ORGULHOSAMENTE!






(E agora desculpem-me, mas tenho de ir retocar a maquilhagem e ir ter ali com um Passaroco todo gingão que me está a fazer olhinhos...)

DIVIRTAM-SE! OBRIGADA POR TEREM FEITO DESTE BLOGUE AQUILO QUE ELE É!


(A Passaroca agradece à Salto Alto por ter feito este SELO lindo! Obrigada!)

sábado, 28 de novembro de 2009

Um pequeno intervalo (muito pequeno)

Minha gente, a Passaroca está cansadita hoje e portanto vai tirar o dia para descansar.



Nada como um sono reparador para repousar as "célulazinhas cinzentas" e preparar a festa de aniversário que se aproxima!

Beijinhos!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Contagem decrescente - 1º aniversário - A Passaroca Responde # 3

E completamos hoje a análise detalhada dos caminhos tortuosos que trazem os visitantes ocasionais a este blogue.

Não foi fácil seleccionar os últimos atalhos no motor de busca que vos fizeram vir desaguar na Passaroca, mas aqui vai:

Esquisitices

Imagens de merda - Imagens de merda santos
Gostava de saber qual a fixação das pessoas com as fezes. No capítulo dedicado ao sexo temos gente com vontade ver mulheres a defecar.... e neste capítulo gente que apenas quer ver imagens de merda. Amigos... em qualquer rua de Lisboa têm montes de cagadelas de cão no passeio e se calhar até são capazes de as pisar. Deixem-se de merdas, pá!

Mafalda gripe A
Bem gostava de saber o que tem o cu a ver com as calças...

Pêlos ruivos
Se calhar devia ter colocado este item no capítulo sobre sexo... isto cheira-me a fétiche!

Quantos dentes tem um gato?
Levaste alguma dentada?... Têm mais do que pensavas, não é?...

Mulheres estúpidas
Pensei que não fosse preciso procurar na Internet, mas se calhar estamos a lidar com um tímido...

Mulheres adeptas de exercício físico 20 a 25 anos
Aqui não temos disso... a dona do blogue já passou há algum tempo a fasquia dos 20 e quanto ao exercício físico... cof cof cof...!

"Shower room"
Andavas à procura desta imagem? :))

Dieta que resulta - dietas à base de laxantes
É assim... depois de cagares tudo, de perderes líquidos e massa muscular, voltas a engordar tudo de novo e ainda metes mais gordurinhas extra just for the fun of it!
Se resulta? Que é que achas, ó esperteza saloia?

Homens bonitos pelados com mulheres
Eu compreendo-te, miúda. Quando se faz a busca "homem pelado" (em português de Portugal é "homem nu") aparecem ou sozinhos com um perfume ou então acompanhados de outros gajos nus e bonitos...

Eu não quero mais pepino
Eh pá... come tomate, come alface, come rúcula selvagem... Quem te obriga a comer pepino? (ou estaremos a falar de outras utilizações para o pepino?... se é esse o caso, vai a uma sex shop, mulher!)

Dilema comum
Há tantos? Especifica lá mais um bocadinho....

Coisas que as mulheres não resistem
Depende das mulheres, pá. Que mania de generalizar... pensas que todas as mulheres perdem a cabeça com sapatos, malas, roupas, jóias, viagens, doces, gajos giros com cartões de platina?....

Ver o concurso de pessoas todas despidas
Em que canal dá esse concurso? Na Sic Radical?!

Galinhas com dentes
Prometeram-te um aumento para quando as galinhas criarem dentes, foi?

Morcegos com incontinência urinária
Eu não tenho palavras para este....

---------------------------
Não poderia deixar de mencionar que houve muitas buscas relativas à verdadeira história da branca de neve e houve quem quisesse uma história da branca de neve lésbica...


quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Contagem decrescente - 1º aniversário - A Passaroca Responde # 2

Continuando o nosso périplo pelas buscas dos amigos que aqui vêm parar, tomemos agora o rumo do OCULTO:

Neste campo, repete-se muito a pesquisa Bruxos e Feitiços, Bruxas e Bruxos, Bruxaria Símbolos, Feitiços de Bruxas, Mezinhas e Feitiços, Mensagens e Feitiços de Bruxas, Bruxaria Feitiços...

Mas no meio deste mar de buscas de bruxas, feiticeiros e feitiços, há sempre uma ou outra pérola que se destaca.

Adivinhar Feitiçarias Euromilhões
Se eu soubesse alguma feitiçaria ou conseguisse adivinhar a chave do euromilhões, achas que eu publicava aqui no blogue?! Achas que se alguém tem esse feitiço, vai publicar onde quer que seja? Se alguém te disser que te vende por 1000 euros o bilhete premiado da lotaria, aviso-te que o futuro te reserva muitos dissabores....

Como saber se sou um bruxo - feitiços
Se o Haggrid te aparecer à janela porque entraste em Hogwarts, é porque estiveste a ler o Harry Potter antes de ires dormir e neste momento estás a sonhar. Quem te avisa...

Truque que a gente faz perguntas para adivinhar
E cá estamos perante mais um caso de "prétoguês" no motor de busca.... mas adiante!
Esse truque é muito giro... quanto mais perguntas fizeres e quantas mais respostas tiveres a essas perguntas, menos adivinhas e mais sabes porque te disseram o que querias saber. Capisce?

Mas digo-vos, minha gente, eu não acredito em bruxas mas que las hay, las hay... e vêm todas fazer buscas na Passaroca!




terça-feira, 24 de novembro de 2009

Contagem decrescente - 1º aniversário - A Passaroca Responde


Este blogue encontra-se em contagem decrescente para celebrar o seu primeiro aniversário no dia 30 de Novembro, que é já na 2ª feira.
Assim, até ao GRANDE DIA os textos deste blogue serão dedicados aos muitos "transeuntes" que por aqui têm passado, mais propriamente, ao que os leva a virem dar com os costados a este espaço que de humilde só tem mesmo a mania.
Com um nome destes - The Passaroca Knows Best - onde está a humildade? Ha! Isso é que era doce!

Vêm parar aqui as pessoas com as dúvidas mais lancinantes que imaginar se pode, na esperança de que a Passaroca lhes dê algumas respostas. Só que isto é um blogue, e não um Oráculo, minha gente!

De qualquer modo, vou tentar responder a algumas das vossas dúvidas e questões. Sem humildade, que isso é coisa que aqui não existe. É mesmo só mania, mais nada!

Sexo
Há muito boa gente que tem vindo aqui em busca de imagens e respostas de cariz sexual - algumas um pouco bizarras, mas nem por isso menos insistentes e pertinentes - e que merecem uns esclarecimentos.

Posição 69 - Imagens - Como é
a posição 69
Meus caros amigos e amigas: neste blogue já se fez referência a esta questão, mas não será aqui que encontram a resposta às vossas dúvidas e muito menos em imagens. Se nesta altura do campeonato ainda não sabem como se hão-de desenrascar nesta posição, digo-vos que a vossa vida pessoal não deve andar muito famosa. Vão a um site de pornografia, que lá encontram a resposta - e imagens - acerca desta e de outras dúvidas que vos assaltam a moleirinha.

Mulheres defecando - Imagens de mulheres defecando
Ora bem... imagino que estes amigos já tenham passado a fase do "como é a posição 69" e querem passar para coisas mais 'avant gard'. Meus queridos, como devem ter constatado a única coisa, neste blogue, que faz referência à palavra "defecar" é o selo que diz "este blogue defeca no acordo ortográfico" . Calculo que tenham ficado deveras decepcionados. Aqui não temos imagens de mulheres ou outros seres a defecar. Temos pena. Se é essa a vossa "cena", também não sei se vão longe, mas enfim... a Passaroca não sabe de questões escatológicas dessa magnitude.

Virgens - 1ª queca
Não faço ideia como terão vindo aqui parar com essa cena. Palavra de honra. Se são virgens, estão à espera da primeira queca e estão fartos/as de esperar, sugiro-vos que se liguem a sites de encontros ou a chats de engate. Garanto-vos que candidatos a tirar-vos do vosso estado de "intocados/as" não faltam! Quando menos esperam, têm gente a fazer-vos a corte com tal estilo que mais que "desviginados/as" ficam totalmente "fodidos/as". Se a vossa "cena" é encontrar virgens, aí a parada sobe mais alto. Acho que sobram poucos/as. Mas vale sempre a pena tentar!

Minha prima dormindo pelada
Lamento, mas aqui não está. Decerto que ficaste decepcionado, meu rapaz. Mas a tua prima não está aqui. Procura noutro sítio... talvez em casa dela.

As posição mais feita quando o homem fais sexo com mulher
Em primeiro lugar, meu palerma, aprende a escrever. Aprende que eu não vivo sempre: "As posiçÕES mais feitaS quando o homem faZ sexo com mulher". Mesmo assim isto fica logo a soar a brasuca lá do Pantanal. Não foi aqui que encontraste a tua resposta à tua questão. como é óbvio. Mas a primeira questão que devias ter colocado no motor de busca é "como iscrevê bein um pórtuguêis" e só depois te preocupares com as posiçÕES mais feitaS quando o homem faZ sexo com mulher. Passando à tua questão, propriamente dita... se ainda te debates com essa dúvida, é porque a vida social não te corre de feição, e isto aqui não é um bar de alterne!

Minha prima não aguentou
Acredito!

Peniscopia, fiz esse exame
E está tudo bem? Espero que sim! Ora aí está um rapaz precavido.

Sexo anol
Nem eu sei o que isso é!

Virgindade faz sentido?
Se fazes essa pergunta é porque já estás com a rata / pila aos saltos e, portanto, encaminho-te para a resposta dada anteriormente sob a epígrafe "Virgem, 1ª queca".

Posição para perder a virgindade
Ena! Da questão se a virgindade faz sentido passaste para as questões relativas a pôr o teu plano de a perder em prática. Qualquer posição serve... penso eu.

Imagens pilas grandes
Eh lá! Esperavas encontrar isso aqui?! Da posição para perder a virgindade já estavas a passar ao tamanho?! Ganda mulher! Tenho tanta pena de te ter decepcionado!

Gajas mamando
Pois... guilty as charged! Tem imagem sim senhor, num post dedicado ao "multitasking". Mas foi uma vez sem exemplo. Segue em frente e continua a procurar mais! Aquela fotografia não é exemplo para ninguém, caramba!

Branca de Neve e os Sete Anões com pila
Oh, valha-me Deus! Agora queres sete anões?! Controla-te mulher!

Pelos púbicos
Engoliste algum, foi?! É chato, não é?...

Gajas a mijar
Não... disso não temos neste blogue. Por favor dirija-se ao site pornográfico mais próximo e faça busca em "golden shower"...

Ucranianas perdendo virgindade
Disso também não temos... Não prefere um copinho de vinho branco?...

Como engravidar com muito sexo
Não usar preservativo, não tomar a pílula, não fazer coito interrompido e, já agora, fazer as contas e ver quando é que ovula... é capaz de conseguir. Ah... e convém que não seja só sexo anal e sexo oral... just a thought!

-------------------------------
É preciso ter muita pachorra!!!



sábado, 21 de novembro de 2009

Soneura (não, não é gralha... é mesmo SoneUra!)

Tem sido sempre a mesma coisa nos últimos tempos: adoro dormir de manhã, adoro dormir uma sesta de tarde, mas odeio de morte ter de me ir deitar de noite. Tenho sono, estou cansada, mas quando chega a hora de ir para o quarto, meter-me na cama e dormir, não me apetece. Assim que apago a luz sou assaltada por todas as minhas preocupações, paranóias, medos, ansiedades ... e isto torna muito difícil adormecer com o espírito tranquilo e pronto para entrar no reino de Morpheu com tranquilidade (lá dizia o outro...).

Neste momento são quase 2h30 da manhã, estou aqui a morrer de sono, completamente neura e embirrenta, mas quem é que me demove aqui do sofá para ir para a cama? Podia ler um livro, podia ouvir uma musiquinha calma no iPod, podia fazer uma série de coisas, mas ao fim e ao cabo, a verdade é que não me apetece ir dormir.
E esta?

Que hei-de fazer? Beber um chá? Ver o canal E! até caír para o lado? Ou vou escrevendo coisas neste blogue até começar a escrever coisas sem sentido e nexo e essas coisas todas?....

Esperem!... Não foi isso que acabei de fazer?!?!?!.... Damn!


Um desafio - Um pouco de mim em 5 revelações

O Pedro Viegas propôs este desafio:

Eu já tive... sarampo e varicela.

Eu nunca... digo nunca.

Eu sei... que há coisas que não conseguimos deixar de fazer ou sentir.

Eu quero ... poder dizer que tudo isto valeu a pena.

Eu sonho ... com poder dizer à boca cheia "sou feliz".


E... segundo diz, tenho que passar a 10, mas não passo. Quem quiser responder, pois responda.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

'Fait Divers'


Andei a passear por alguns 'fait divers' e eis os que me despertaram hoje a atenção:

O primeiro deles é o visual da Dina Aguiar. O tempo não perdoa e obviamente que a sua passagem deixa as suas marcas. Contudo, nada denuncia mais a passagem do tempo do que a tentativa desesperada de disfarçar essas marcas. Foi o que fez a Dina Aguiar e, infelizmente para ela, ficámos a saber que o tempo não a perdoou e que foi preciso esticar muita pele. Se ela se sente melhor assim, tenho pena. Ela devia processar o cirurgião que a operou e a fez parecer velha e gasta.
Desculpe, Dina Aguiar, mas é essa a imagem que transmite ao público.

Em segundo lugar temos a Jane Fonda que diz que sexo é melhor depois dos 70.
Minha cara amiga, é bom saber isso. Sinceramente, apraz-me saber que o futuro me reserva uma terceira idade com artroses mas cheia de sexo do bom! A Jane é uma porta-voz da esperança para as quase quarentonas que pensam que é agora ou nunca que vão poder desfrutar de tudo o que o sexo tem para dar! Obrigada, Jane Fonda!


Por vezes o crime não compensa. Sobretudo quando temos a anca larga...
Nunca um delinquente ficou tão feliz por aparecer a polícia!
Quanto ao dono do supermercado, bem se lhe pode aplicar o provérbio "casa roubada, trancas à porta"! Só depois do "entalanço" é que decide fechar a porcaria da janela, seu tótó? E se o rapaz tivesse cabido no buraco, hein, seu tótó?

E por hoje é tudo!



Resultado da "enquete"


Ora muito bem, os frequentadores deste blogue deram a maioria absolutíssima ao "sim" ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Ainda houve quem defendesse que devia haver referendo, e houve quem manifestasse o desejo de casar com o seu amor.

Para ser franca não votei na sondagem que coloquei no meu próprio blogue e, muito sinceramente, não consigo dar uma resposta directa e sem adversativas pelo meio.

Eu defendo que as pessoas do mesmo sexo que vivem juntas devem ter protecção jurídica no que tange ao património que adquirem juntas, no que tange aos direitos sucessórios e no que tange à partilha de bens quando há uma separação. Ou seja, sou a favor da produção de efeitos jurídicos equiparados ao casamento através da celebração de um contrato de casamento.

Sim, porque caso não saibam, o casamento é um contrato... há quem diga que é um contrato-promessa de divórcio!

Se isto for para a frente, vamos lá ver se a taxa de divórcios no país não vai aumentar! Entretanto, vai haver um incremento nas empresas de catering de casamentos e organização de festas para aproveitar o novo filão que aí vem!

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Sondagem politicamente correcta

Minha gente,

Já havia quem reclamasse por não ter aqui as famosas "enquetes" do blogger! Assim, têm aqui durante uma semana a possibilidade de se pronunciarem sobre um tema REALMENTE IMPORTANTE para o desenvolvimento do país e para a resolução de todos os nossos problemas.

Como este é um blogue com consciência social, nada como abordar uma questão "fracturante".

Pronunciem-se, digam de vossa justiça! A "enquete" está na Sideboard =))


segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Ideias parvas

Se de repente saísse de um coma profundo, diria que estamos no início do Verão e esfregava as mãos de contente com a perspectiva de vir a ter uns dias de praia para recuperar as cores. E se de repente me dissessem que é Novembro e não Junho, ficaria de cara à banda.

Novembro é mês de frio, de chuva de casacos, cachecóis, botas e chapéus de chuva. É mês de ir às lojas comprar roupinhas novas para enfrentar o frio com estilo.

Agora, assim... este calor estúpido, este sol que leva ainda pessoas à praia... não é Novembro.

Estará São Pedro tão ocupado a acomodar as vítimas da fome em África, as vítimas das bombas no Médio Oriente, as vítimas da Gripe A, as vítimas de Sida, para negligenciar o clima?
É que se formos ver bem, São Pedro tem dois cargos muito importantes:
- despachar os processos dos que passaram para o lado de lá;
- regular o clima.

Não será altura de ele delegar funções e mandar algum Secretário do Céu abrir um pouco as torneiras e baixar o ar condicionado, para começarmos a ter um tempo decente para o mês de Novembro?


sábado, 31 de outubro de 2009

Estão sempre a arranjar maneira de nos ir ao bolso!

É nestas alturas que dou graças por não ter filhos, sobrinhos ou afilhados.
A minha colega e amiga S. estava aflita porque na escola do filho iam fazer uma festinha de Halloween (nem sequer dizem "dia das bruxas"...) e portanto o miúdo teria de ir mascarado. Quer dizer... não é obrigatório, mas a questão é que se o miúdo não for mascarado não fica igual aos outros. Mas voltando à vaca fria... a minha querida S. teve de ir comprar uma fatiota para o Halloween e começou logo a pensar "então, e como vai ser no carnaval? pode levar a mesma máscara, não pode?".

Eu sempre lhe fui dizendo que agora não tinha de ir comprar nenhuma fatiota... vestia o puto de cor de laranja e dizia que estava mascarado de abóbora!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Diário Passaroca Knows Best # 1


Minhas caras amigas e meus caros amigos: Eis a resposta da Passaroca a algumas das dúvidas que vós colocais no Google que vos fazem chegar a este modesto espaço. Nesta rúbrica regular sem dia ou hora marcados, irei responder a algumas das vossas dúvidas mais lancinantes.

À nossa amiga anónima e de parte incerta que coloca a questão pertinente Sexo Anal Engravida? apenas lhe poderei dizer que deveria ter prestado mais atenção às aulinhas de biologia em vez de rir e segredar com a parceira do lado quando o professor passou à parte da matéria sobre "como se fazem os bebés".
A única coisa que poderá dar à luz depois de sexo anal são uns quantos traques...

À nossa amiga angustiada que coloca a legítima questão Ser Inteligente é Pecado?, devo dizer-lhe minha cara que para algumas pessoas parece que sim. No entanto, minha querida, ser inteligente impede-a de fazer perguntas como a da nossa amiga anónima supra mencionada.

À nossa amiga com uma crise existencial que pergunta Como Faço Para Ficar que Nem Morta por Horas?, aconselho-a a tomar uns dois ou três comprimidos de Xanax e a beber uma copada de Vodka, Gin, Rum ou Tequilla. Garanto que pode ficar que nem morta por algumas horas... Se não quiser ser tão radical ou rock and roll, pode tomar um comprimidito de Flexiban. O resultado é o mesmo e sempre pode dizer que lhe doíam as costas.

Por último, ao nosso amigo moderno e metrossexual que pretende saber Como Depilar os Testículos, penso que a forma mais eficaz é com cera. Mas também pode comprar creme depilatório em qualquer supermercado. Se gostar de trabalho de detalhe e perfeição, também pode tirar os pelitos à pinça...

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Vozes de burro....

Tem havido aí muita gente a falar e a escrever sobre determinados acontecimentos que, do meu ponto de vista, não merecem que se lhes preste a mínima atenção.

Estou obviamente a falar do "maitê proença gate" e do "saramago gate". Tudo espremido, não creio que mereçam que se perca tanto tempo com o que dizem ou deixam de dizer e haver entrevistas e crónicas e abaixo-assinados e outras coisas que tais por causa do que dizem estas pessoas (e quem diz estas duas pessoas, diz outras quaisquer que mandem para aí umas postas de pescada...) é, efectivamente, gastar cera com ruim defunto.

Assim, e como vozes de burro não chegam ao céu e até se perdem pelo caminho - tanto assim é que não chegaram aqui a este modesto blogue - este é o único comentário que tenho a fazer sobre o assunto:

SEM COMENTÁRIOS!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Mais uma desmistificação de um clássico infantil

No tempo em que os animais falavam e, portanto, o ser humano andava por aí coberto de pêlos a tiritar com frio porque ainda não tinha descoberto o fogo, aconteceram episódios com a sua piada e que chegaram até aos nossos dias, disfarçados de alegorias ou fábulas.

O problema das alegorias e das fábulas é que, seguindo a lógica muito humana de que "quem conta um conto acrescenta um ponto", alteraram muito a verdade de alguns factos. Há coisas que na verdade não se passaram como rezam as crónicas e cuja moral é inexistente.

Tudo isto para vos dar a conhecer a verdadeira história da Cigarra e da Formiga...

Há muito, muito, muito, muito tempo e talvez numa galáxia muito, muito, muito distante, a bicharada vivia em comunidades organizadas e havia de tudo. Mochos e corujas letrados, gatos com queda para moda (sobretudo a sapataria...) e cigarras cantoras que levavam fãs ao rubro. Grandes sucessos como "Cri Cri Cri Fazem as minhas asas" ou "Sou Cigarra com C e não com S" faziam as maravilhas da comunidade insectívora. Os grilos eram grandes tenores e barítonos e eram mais apreciados pelas elites melómanas.

Adiante...

Havia naqueles tempos uma grande vedeta, a Cigarra CiCi. Todos os grandes sucessos da rádio, TV, disco, cassete pirata, CD, DVD, eram protagonizados pela CiCi. Como qualquer artista que se preze, a CiCi tinha um agente, um 'manager' e uma secretária particular/assistente/pau para toda a obra. Ora, essa secretária particular/assistente/pau para toda a obra era a Formiga Fami, que trabalhava como uma louca para atender a todos os caprichos da sua exigente patroa. A qualquer hora do dia ou da noite a Fami tinha de estar sempre a postos para acudir à CiCi, quando lhe davam os achaques, quando era preciso responder a um fã mais insistente, para lhe passar as asas a ferro... enfim... era uma trabalheira!

Acontece, porém, que a Fami era trabalhadora mas também era esperta e tinha conhecimento de segredos escabrosos da CiCi que sabia valerem muito dinheiro. Além disso, a Fami tinha um escaldante 'affair' com o agente da CiCi, que era um trombudo elefante chamado Babar que metia bastante respeito e conseguia tudo o que queria para a sua cliente e que lhe tratava de todas as questões financeiras.

Estando já um pouco saturada do mau feitio da CiCi e tendo chegado ao seu limite, a Fami decidiu dar o golpe. Por um lado vendeu à imprensa , por muito bom dinheiro, todas as histórias escabrosas que tinha sobre a CiCi e, por outro, arranjou maneira de ter acesso às contas bancárias da CiCi através do computador do Babar e sacou-lhe quase todo o dinheiro.

Com o produto do seu labor, a Fami apanhou um avião para um país paradisíaco, sem acordos de extradição e com leis muito restritas no que toca ao sigilo bancário e viveu uma longa vida de conforto e mordomias. Nunca mais trabalhou na vida!

A CiCi ainda canta, mas como a Fami a desgraçou, teve de começar tudo de novo. Não está na miséria, mas não é a vedeta de outros tempos.

Moral da história?!... Não há! Trata-se precisamente de uma história sem moral!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

O Nome

O nosso nome, a seguir à nossa vida, é o bem mais importante que os nossos pais nos dão. Temos de carregar com ele a vida toda e, se nos derem um nome estranho ou pura e simplesmente feio, somos torturados a vida toda por algo de que não temos qualquer culpa. Foram os pais que nos deram o nome, não fomos nós que escolhemos...

Como tudo nesta vida, os nomes passam por modas. Há 70 anos eram as Marias, os Manéis, os Josés, os Franciscos, os Inácios, os Antónios, as Conceições, as Inácias, as Franciscas, as Assunções, Anunciações, Purificações... enfim, Marias e Manéis era a regra. Era o nome do pobre, do mediano e até do rico.

Passados uns anos, quando as Marias e os Manéis começaram a ter filhos (por volta dos anos 60 / 70) surgiram as Anas. Foi uma enxurrada de Anas. Ana Sofia, Ana Paula, Ana Catarina, Ana Cláudia, Ana Bela, Ana Maria, Ana Isabel, Ana Luísa, Ana Carolina, Ana Carla.... e Foi também uma enxurrada de Cláudias, de Catarinas, de Carlas, de Sandras, de Cristinas, de Paulas,... e quanto aos rapazes os Carlos, os Andrés, os Ruis, os Luíses, os Filipes, os Joões, os Miguéis...

Quem estava na classe média-alta punha nomes como Mariana, Madalena, Matilde, Diana, Ana (sem mais), Diogo, Gonçalo, Gustavo, Tiago, Bernardo...

Nos anos 90 começou a democratização dos nomes. A sopeira começava a ir buscar às "tias" os nomes das crianças. De repente, a sopeira tem uma Mariana, uma Beatriz, uma Matilde, um Gonçalo, um Gustavo, um Tiago... Do berço de ouro para o berço de palha.

O que fazer? O que fazer?

Simples... os meninos bem agora têm todos Maria no nome: José Maria, João Maria, Manuel Maria, Miguel Maria, Pedro Maria, Gonçalo Maria, Tomás Maria.... e as meninas bem têm apenas um nome: Carlota, Constança (estes nunca saíram dos altos poleiros), Maria (simplesmente Maria), Francisca,...

Mas nada disto escapa aos modismos no nome. Hoje em dia temos uma enxurrada de Marianas, Beatrizes, Matildes, Franciscas, Tomázes, Tiagos, Gonçalos.... é uma diarreia repetitiva destes nomes.

Tremo de pensar no que vão inventar a seguir, para nos distinguirmos socialmente pelos nomes.... sim, porque daqui a uns tempos os filhos da sopeira e do choffeur também vão chamar-se 'qualquer-coisa' Maria ou Maria simplesmente... E a seguir com vai ser?

Talvez as meninas bem se comecem a chamar Cátia Vanessa e os meninos bem Bruno Vanderlei....

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Há coisas piores que ver o benfica ganhar o campeonato


Quanto tempo passou desde a última gargalhada?

Felizmente, menos de 24 horas. Apesar dos pesares, e porque não se ganha nada a verter lágrimas de tristeza ou de raiva, mais vale dizer uma piada estúpida e rir.

Ontem, ao ver na televisão a algazarra na sede do PS, virei-me para o meu pai, que é benfiquista, e disse-lhe: "Isto é pior que ver o benfica ganhar o campeonato...!".

Foi o que me ocorreu dizer, do fundo da minha alma portista e politicamente esmorecida...


Adiante...!


sábado, 26 de setembro de 2009

Esta vida de político (parte II)...

Hoje é a véspera de um dia importante para mim. Qual será o resultado do meu árduo trabalho de semanas? O que tenho dito ou feito durante quatro anos não tem importância. As pessoas esquecem. Do que se lembram é do que disse e fiz nas últimas semanas em que andei de terra em terra a "vender o meu peixe".

Vou a um café pequeno, quase deserto. Não quero que me vejam. Não hoje. Também eu preciso de reflectir um pouco. Mas não quero estar em casa a ler sondagens, a ter de falar com o pessoal do partido, com o pessoal da campanha. A campanha acabou nas ruas, mas não acaba na sede, em minha casa, na minha cabeça. Pedi um café e uma água com gás. Queria fumar um cigarro, mas não posso. Estou dentro do café e mesmo havendo um ou outro cliente habitual que puxa do cigarro, eu não o posso fazer. Sou político e tenho de respeitar as regras. E, no entanto, matava para poder fumar um cigarro agora...

Estou sentado num canto discreto do café e ouço a conversa dos fregueses. Falam das eleições. Não falam em quem vão votar. Falam em quem não vão votar. É assustador ouvi-los a pensar alto e a expor a sua lógica. É assustador porque no final das contas, a campanha só serviu para lhes tirar as dúvidas de que isto não passa de um jogo já viciado. Dizem que não estão a escolher livremente coisa nenhuma. Estão, isso sim, a escolher entre aquilo que os partidos lhes dão a escolher. Dizem, entre uma passa no cigarro e um gole de bagaço, que andam todos ao mesmo, que já ninguém salva o país, que vai tudo ficar na mesma, que as leis são feitas para os corruptos, que só consegue emprego quem tem cunhas, que daqui a uns anos não há reformas para ninguém....

Sinto-me como se tivesse levado uma tareia monumental depois de tudo o que ouvi. Andei eu a beijar e a cumprimentar velhotas desdentadas e homens rudes... andei eu a ser apupado nas ruas por alguns bêbados... andei eu a dançar, a beber, a comer, a discursar até ficar sem voz.... andei eu a ser gozado em tudo quanto é programa de humor... para no fim todo o meu esforço se resumir a nada. Estou dependente do voto de gente que não tem qualquer ilusão sobre o que está por trás de tudo isto. Estou dependente da vontade de gente que mal sabe ler e escrever.

Isto é ignóbil!

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Tomate pelado...

Ontem fui à minha esteticista fazer aquilo que muitas mulheres fazem pelo menos uma vez por mês: a depilação.
Enquanto estava a ver e a sentir os meus pêlos a serem arrancados com cera, disse sem pensar: "se os homens fizessem ideia do que fazemos para ficarmos bonitas...!". A esteticista olhou para mim e eu olhei para ela e desatámos a rir, porque actualmente há bastantes homens que sabem pelo que nós passamos e ao que parece até passam pior.
É que com aquela conversa lá surgiu a referência a um cliente que vai lá depilar tudo. E quando digo tudo, é mesmo tudo! Até a mim me doeu quando ela descreveu como ficam uns testículos depois da depilação... ouch!

Imaginam a sensação?!....


terça-feira, 22 de setembro de 2009

Esta vida de político...

Hoje vesti um fato mais ou menos informal, uma roupa que me fica bem, mas que não é propriamente de marca. Parece de marca, porque tenho uma imagem a manter. Meti-me num carro com mais pessoal e lá fomos para um mercado. Lá chegados, fomos rodeados de muitas pessoas das quais normalmente não nos aproximamos. Cheiram a sovaquinho, cheiram a falta de banho, cheiram a alcool, têm mau hálito, estão mal vestidas. Mas eu abraço-as, beijo-as, falo com elas, ouço toda aquela algazarra. Depois de todo este penoso prelúdio, lá subi para um pequeno palanque feito de caixotes de legumes já vazios e lá disse o que tinha a dizer. Fiz promessas, falei mal dos meus adversários, disse o que aquele povo quis ouvir. Disse que sou o melhor. Disse que os outros não prestam. Disse que vou dar empregos, que vou dar mais subsídios, que vou acabar com os compadrios, que comigo a vida vai ser melhor. Sou aplaudido, louvado. Saio em ombros. As minhas calças ficam sujas de escamas de peixe. Saí aos ombros de um peixeiro que também cheirava a águardente.

Chego a casa, e ainda na garagem tiro toda a minha roupa. Meto-a num saco do lixo. Peço a um empregado que me dê uma mangueirada porque não tenho coragem para entar na minha casa com este cheiro entranhado e não tenho coragem de conspurcar a minha casa de banho com toda esta sujidade tão impregnada em mim.

Finalmente, meto-me num banho de imersão, com sais e óleos aromáticos. Pus cremes, fiz a barba, comi um jantar frugal e fui ver um filme.

Amanhã espera-me outro dia de humilhação, de imundície, de maus cheiros e populaça ignorante.

Odeio a campanha eleitoral! Odeio esta vida de político!




quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Banalidades...


Há quem pinte os dias de cor de rosa, há quem veja o mundo em tons de azul… Repetimos os nossos tons, os nossos sabores, os nossos timbres. Queremos ser originais quando vestimos uma cor que não é a nossa, para sentirmos que estamos diferentes. Mas somos sempre o mesmo… não mudamos por dentro, apenas nos disfarçamos melhor com pintura e enfeites. Falamos de coisas ditas importantes que, no fundo, não nos interessam minimamente. Vivemos assim, atrás de um sentido, à espera que tudo faça sentido…. Se formos olhar para trás, será que algo faz sentido? Talvez… Ou talvez não. Tudo é vulgar, tudo é normal. Nada nos espanta? Claro que sim! Tudo nos espanta, ainda que tudo se repita, dia após dia, noite após noite. Quem não quer rotinas, vive na procura inesgotável do que é diferente… mas se olhar para o lado, outro já o fez, já o disse, já o escreveu, já o pintou. Tudo o que resta é maravilharmo-nos com as banalidades e trivialidades que compõem os dias... um pássaro a piar ou a depenicar num pedaço de pão, um gato a dormir ou a lamber-se, um cão a olhar para o dono com uma expressão submissa ou a ladrar a quem passa, uma flor que embeleza um jardim ou que morre num ramo bem arranjado.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Sonhos


No sábado sonhei que tinha morrido. Normalmente este tipo de sonho é para mim um pesadelo. Já tive sonhos destes em que acordo bastante transtornada. Neste sonho, foi diferente. Sonhei que tinha morrido e que estava no outro lado. Que havia vida após a morte. Uma vida normal. Comia-se, bebia-se, viam-se velhos amigos, familiares. Eu sentia-me genuinamente feliz por já não estar neste mundo, mas sim noutro. Ia falando com as pessoas que ia encontrando e dizendo "não sei por que não morri mais cedo".

Quando acordei, devo admitir que me apeteceu voltar a adormecer. Não fiquem aí a pensar palermices. Só que estando o ambiente tão bom naquele outro lugar, onde já não teria mais preocupações, acordei com vontade de "morrer" durante mais um bocadinho, só para ver até onde é que ia a minha imaginação sobre o que se passa para além da morte.

Eu não tinha reencarnado, não era fantasma nem alma penada. Estava apenas noutra dimensão, a comer petiscos, a conversar com este e com aquele e a pensar que diabos tinha andado a fazer deste lado tanto tempo...

Há sonhos do caraças!

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Redes sociais, amigos virtuais e outras coisas que tais

Ultimamente tenho lido na diagonal algumas crónicas que dizem mal das redes sociais (facebook, hi5, twitter, myspace, etc). Nem me lembro dos autores, mas salta à vista que são mais ou menos pseudo-intelectuais a quem alguém disse que eram muito inteligentes e a quem pagam para escrever umas coisitas pseudo-interessantes para o indigena ler e poder citar e passar ele, também, por inteligente.

Confesso que quando apareceram os primeiros convites para o hi5, aquilo não me fazia sentido e rejeitei todos. Depois, um amigo meu lá me convenceu a aderir porque era giro e mais blá blá blá. Aderi e durante um tempo diverti-me com aquilo. Posteriormente passou a ser ponto de contacto com pessoas que não via há muito tempo e que gostei de "rever" depois quase uma década sem saber nada delas. Sem o hi5 talvez nunca viesse a saber mais delas.
Neste momento, porém, devo admitir que o meu perfil no hi5 está por um fio, porque mais não é do que uma montra. Por muitas definições de privacidade que tenha e por muito pouco que digamos sobre nós, é sempre uma montra onde vemos outros exporem-se para além dos limites do razoável. Uma pessoa fica a pensar "que tenho eu a ver com que estejas na fossa ou com dor de corno?!".
No entanto, e repito, o hi5 repôs algumas pessoas na minha vida e foi engraçado revê-las e trocar números de telemóvel e endereços de e-mail. Para isso valeu realmente a pena.

Recentemente, aderi ao twitter e ao facebook. Nestes dois sítios a situação foi diferente. Comecei a "conhecer" bloguistas de blogues que costumo ler e outros que passei a ler. Revelei muito menos do que revelei no hi5 (onde também não revelei grande coisa, diga-se). O facebook e o twitter têm a vantagem da rapidez de "feedback". Sobretudo o twitter. No entanto, para mim o twitter está a perder um pouco o interesse, porque se dantes podia estar à conversa com algumas pessoas engraçadas, agora o que vejo são mensagens quase indecifráveis e "feeds" de blogues. Acaba por não se conversar nada... pelo menos do meu ponto de vista.

Onde me tenho divertido imenso é no facebook. Não tanto pelos jogos de FarmVille e YoVilee e Mafia Wars (sinceramente nem sequer entendo a lógica de tais jogos),mas pelos "quizzes" malucos, pelos comentários que podemos fazer e que nos fazem no mural e pelos momentos de boa disposição que por vezes a troca em tempo real de tais comentários podem trazer.

Tudo visto, para mim as redes sociais são um ponto de encontro engraçado. Não vivo em função delas - mas é por isso que me divirto com elas. E discordo das pessoas que desfazem nas redes sociais, armadas em pseudo-qualquer-coisa como se fossem mais espertas e mais "resolvidas" que as pessoas que gostam de estar nessas redes.

Nos dias de hoje, há espaço para tudo. Há um tempo para tudo. As pessoas conhecem-se através na Internet e - pasme-se! -fazem amizades!

Há que abrir a mente e desmistificar, de uma vez por todas, o fenómeno real e que veio para ficar: as pessoas, além dos seus amigos "reais", têm também amigos "virtuais". E uso aspas porque há amigos "reais" que mais parecem avatares com um nickname e amigos "virtuais" que parecem tão próximos que quase podemos ver os seus estados de alma só pela maneira como escrevem "olá" numa qualquer janela de Instant Menssaging!

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Atitudes de gajo


Por vezes dou por mim a ter atitudes de gajo...
Do tipo dizer "claro que sim", quando o que quero dizer é "obviamente que não" e "depois ligo-te", quando quero é dizer "vai esperando...".

sábado, 29 de agosto de 2009

Prosas bárbaras

Fechara mais um capítulo. Outro desamor para preencher mais um diário de lamentações. Outro desamor para mais umas garrafas de vodka e muitos maços de tabaco, consumidos por muitas noites dentro, entre lágrimas e auto-mutilações da alma.

Era neste estado de espírito que se dedicava à leitura de romances de amor, histórias cor-de-rosa ou cor-de-laranja, como os pôres-do-sol onde fervem beijos e carícias à beira mar ou à varanda de um hotel voltado a sul.

E numa dessas incursões pela literatura romântica - mas não de cordel - encontrou a sua história. Alguém se lembrara de imaginar uma história igual à sua, até ao mais ínfimo detalhe, até à última lágrima, ao último lamento. Lembrou-se de uma canção já antiga... Também ela se sentia a morrer aos poucos, a cada sílaba, a cada palavra, a cada frase... mas nem por isso deixava de ler.

E chegou à palavra temida... soletrou-a baixinho... três letras e de repente o nada.. a eternidade... FIM... depois disto só uma contracapa a anunciar o próximo romance.


sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Gripe A: estou aqui!

Depois de uns dias a marinar em sono brando, cá estou eu a querer atrasar o relógio para ter mais uma semana de relenguice bem temperada com sol, livros e gatos aos pés.

A preguiça tomou a minha força de vontade de assalto, amarrou-a, amordaçou-a, sedou-a e agora estamos aqui as duas, deitadas no sofá, de portátil ao colo, a escrever parvoíces no blogue.

Ainda pensei em mais um conto infantil desmistificado, mas a imaginação também foi passear, antes que a preguiça a atacasse qual gripe A.

Confesso que ainda estou à espera que chegue tal gripe, para eu poder gozar mais uns dias de descanso. Dores no corpo, febre e vómitos é um preço muito baixo a pagar por uns dias mais da mais pura e descarada calanzice!

Podia agora desenvolver o tema da gripe, dizer mais umas quantas parvoíces, mas confesso que nem isso consigo. Tal é o meu cansaço!

Sim... é que isto tudo é para dizer que estou cansada como no primeiro dia de férias, estou a dar o berro desde Julho e só consegui desligar-me do mundo, mandar o trabalho à realíssima merda e ser 100% dona do meu tempo apenas durante 1 semana. UMA SÓ!

QUERO MAIS!

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Um anúncio, um sonho


Já viram com certeza o anúncio publicitário à Corega, o fixador de placas dentárias.
Viram a senhora dizer que se sente mais confiante, que até já canta - algo que evitava fazer, pois receava que a placa "desabasse", como ela própria diz nesse dito anúncio.

Eu acho o anúncio imbecil, mas ao mesmo tempo faz-me rir porque me fez recordar um sonho estranhíssimo que tive há anos e que envolvia precisamente essa situação embaraçosa.

Ainda hoje o consigo descrever com alguma minúcia e, se me permitem, antes de vos contar o sonho propriamente dito, terei de vos contextualizar para perceberem porque tive tal sonho.

Na minha adolescência comecei a cantar no coro cá da terra. Mais tarde, juntei-me ao coro da minha universidade.
No primeiro coro onde andei as pessoas que o compunham eram das mais variadas faixas etárias, desde adolescentes com 16 anos até pessoas já sexagenárias.
Como acontece com muitos coros, nós tínhamos concertos em várias igrejas e encontros com outros coros.

Eis então o cenário deste meu sonho, que eu juro que tive:

Eis-me numa igreja, fardada com o traje do coro, sentada no público, porque íamos assistir à actuação de outro coro, já depois de termos actuado.
O coro entra, as pessoas posicionam-se, abrem as pastas, o maestro levanta os braços, dá o tom, dá o sinal.
Eu reparo que o coro é composto por senhoras de alguma idade.
O coro começa a cantar e na primeira nota a placa da senhora que está mesmo à frente salta-lhe da boca e vai parar ao pé do público.

No sonho eu desfaço-me a rir e confesso que acordei a rir à gargalhada e ainda hoje, quando me lembro deste sonho, rio-me. A imagem da placa a saltar da boca da senhora para o público é pura e simplesmente hilariante.

Assim... obrigada Corega, por me fazeres lembrar do sonho mais hilariante que alguma vez tive!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Férias

Se as minhas finanças permitissem, eu iria passar uma semana num sítio destes. Era chegar e pôr-me logo de papo para o ar até ao dia da partida.




Assim, como acontece todos os anos vou para Aljezur, e passarei muitas horas a dormir, a ler e farei praia aqui:

(Praia da Amoreira)

Podia ser pior. Podia ter de ir para a Caparica!

Neste momento só anseio pelas minhas curtas mas merecidas e necessárias férias! Está quase!

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Embirração da Passaroca e desabafo em forma de Open Hate Mail

Eu embirro, porque embirro, e embirro mesmo solenemente com o diabo dos "avecs" que vêm para cá armados em cágados a falar o franciú.

Até parece que são alguma coisa de especial por virem para cá de férias a falar o francês... é que até parece!

Toda a gente sabe que estão emigrados, toda a gente sabe que a vida lá lhes corre super bem (pois.... a alguns não tão bem como querem fazer crer...), mas em vez de se armarem em mete nojo e estarem a falar o ferancês, deviam falar o português e fazer os pirralhos falarem também o português.

A malta que vem para cá, não deixa de falar a língua materna e ainda aprende a nossa. Os nossos emigrantes desaprendem a nossa, não a transmitem aos filhos e sinceramente, acho uma vergonha!

E depois admiram-se que nós lhes chamemos "avecs", "vacances" e outras merdas...

E quando me vêm com a lenga-lenga de que "Na França é que é melhor" a vontade que me dá é dizer-lhes "E por que não ficam lá de férias, hein? Por que não vão empestar as praias da côte d'Azur?"
Ah pois é... aqui é melhor para armar ao pingarelho e repor os níveis de ego e algum amor próprio à custa da presumida ignorância do indígena que por acaso até fala o francês e o inglês e até o alemão e fica a sentir por vocês o mesmo desprezo que os franceses e os alemães...

Vão mas é todos pró c@r@lhinh*!

A Passaroca distraída...


Quando um computador fica com o disco rígido todo confuso, a malta manda formatá-lo e volta tudo a ser o que era dantes, tirando um ou outro detalhe com pouca importância...

Mas o que fazer quando o nosso cérebro começa a entrar em curto circuito?!

Vejam bem como isto anda... tenho uma reunião marcada para dia 6. Marquei-a para esse dia porque pelas minhas contas não podia no dia 5, pois já tinha um compromisso e para não adiar mais, marquei-a para dia 6. Só que no meu cérebro confuso dia 6 seria 3ª feira, apesar de dia 5 ser na 4ª feira. Claro que hoje chego ao local da reunião e o cliente não estava e o funcionário ficou muito espantado quando lhe disse que tinha reunião marcada para hoje "dia 6"!!! O rapaz olhou para mim com o ar mais estúpido do mundo - talvez para ficar a condizer com a minha figura - e disse "mas hoje é dia 4...". Se alguém alguma vez sentiu vontade de ser toupeira e escavar um buraquinho até ao Samouco, esse alguém, hoje, fui eu!!!

Só de escrever este post já fico confusa com a confusão que fiz com a minha agenda!!!

Por causa deste pequeno quid pro quo achei por bem não me meter em mais sarilhos por hoje e fui ao cinema. Lá fui eu ver o filme sobre a Chanel. Aqui no Algarve os cinemas fazem intervalo nos filmes e por acaso hoje calhou bem porque precisava de ir à casinha de banho. Saio da sala de cinema e dirijo-me à casa de banho. Só que.... distraída... sigo em frente e entro numa casa de banho enorme, toda azul e cheia de urinóis!!!!
Marcha atrás, e lá entro na das senhoras.... desejando que ninguém me tivesse visto!!!!

Mais tarde - muito mais tarde - fui levantar dinheiro ao multibanco. Introduzi o cartão, introduzi o código, cliquei no montante que queria levantar, retirei o cartão e..... ouço uma voz do senhor que foi ao multibanco a seguir a mim "olhe... já agora leve o dinheiro!"...

Como vêem, preciso de formatar o disco e reinstalar o sistema operativo, se possível com algumas actualizações, anti-vírus potente e firewall à prova de bala!!!

HELP!

terça-feira, 28 de julho de 2009

A verdadeira história da Branca de Neve e dos 7 Anões

Num país distante da América Latina, onde o culto das Misses é um 'must', havia uma moçoila chamada Maria Blanca de las Nieves. A Maria Blanca, Blanquita para os familiares e amigos, era uma moçoila alta, com aquelas medidas de tabela - 86-60-86 - longos cabelos negros e uma pele branca como a neve, pois não se expunha ao sol para não ganhar manchas nem rugas.

Com estes atributos, a Blanquita era a candidata ideal para os concursos de beleza e desde muito pequena que era concorrente habitual e ganhava todos os prémios. Foi "Miss Mi Niña, Mi Niña", "Miss Quinceñera", "Miss Muchacha Buena como el Maíz" e finalmente "Miss País Distante de America Latina".

Tendo esgotado todos os títulos de beleza nacionais, tratava-se agora de concorrer ao concurso de "Miss America Latina" e, posteriormente, ao concurso da "Miss Universo", e para lograr tais intentos a Blanquita meteu-se nos seus saltos agulha e no primeiro avião (sim, porque uma "miss" não se mete nas tamanquinhas nem apanha o primeiro autocarro... sobretudo na América do Sul!) e rumou à capital onde deu entrada na Academia "Los Siete Enanitos".

A Academia "Los Siete Enanitos" era, como o nome indica, propriedade de sete bichinhas anãs que preparavam misses para os concursos mais importantes e tinham uma porcentagem de sucesso de 90%. As únicas misses que eles não tinham conseguido que ganhassem, foram uma maluca que achou que tinha encontrado princípe encantado, e que se chamava Cinderella (Cindy para os amigos) e uma tipa linda que sofria de narcolepsia e que ficou sempre conhecida como La Bella Durmiente.

A vida da Blanquita seria perfeita e ela até conseguiria lograr os seus intentos, não fora o facto de na Academia haver uma recepcionista lésbica que se apaixonava por todas as candidatas e que tinha algum ascendente sobre as bichinhas anãs no que toca às potencialidades das misses que conseguia seduzir...
Ora a recepcionista lésbica,- que, diga-se em abono da verdade, também era um pedaço de mulher - apaixonou-se perdidamente pela Blanquita e tentou seduzi-la e convencê-la a conhecer outras realidades da vida.... Só que a Blanquita, fiel aos seus gostos por gajos afro-latino-americanos de pilas grandes e pelos seus dildos de tamanho familiar, desprezou a nossa recepcionista.

Como é do conhecimento geral, uma gaja desprezada, seja qual for a orientação, não fica lá muito bem disposta e a nossa recepcionista ficou pior que uma barata e jurou vingança. Como sabia que a única coisa que a Blanquita comia eram maçãs, preparou uma vingança maquiavélica.

Convenceu os Enanitos de que a Blanquita era a candidata ideal para a Miss Universo, ajudou a prepará-la, passou noites e noites em claro a ensaiá-la e, no dia concurso estendeu à nossa heroína uma belíssima e rubra maçã onde tinha injectado um poderoso soro da verdade, que produziria efeito precisamente na altura em que os juízes fazem aquelas perguntinhas de algibeira às candidatas.
Tal como previra, a Blanquita, famélica, devorou a maçã até ao caroço e lá foi para o palco.

A nossa Blanquita desfilou magnificamente no seu biquini, no seu traje tradicional, no seu vestido de noite, e quando chegou à fase das perguntas dos juízes, foi o bom e o bonito.

Primeira pergunta: Qual a sua cor favorita?
Resposta da Blanquita: A cor do meu vomitado quando deito os dedos às goelas depois de comer uma bruta pizza de pepperoni!

Risos do público, das candidatas e o apresentador corado...

Segunda pergunta: O que aprecia num homem?
Resposta da Blanquita: Un pollón, hombre! De preferência de um preto retinto!


Mudez no público, candidatas comprometidas, apresentador de olhos arregalados...

Terceira Pergunta: O que fará se for coroada Miss Universo?
Resposta da Blanquita: Vou fazer um vidaço, ganhar uma pipa de massa, andar com criancinhas ranhosas ao colo, inaugurar supermercados e dizer que tudo o que quero é paz no mundo, quando na verdade, me estou a cagar para esta merda toda. O que eu quero é o dinheiro, o carro, um marido rico e aparecer na televisão e nas revistas!

E dito isto, está claro que a nossa Blanquita não ganhou o concurso. Contudo, passou a aparecer em todas as revistas e programas de TV, ganhou uma pipa de massa para ser a imagem de marca de champô, de uma marca de protector solar e de uma marca de produtos para emagrecer. Casou com um homem rico, tem um carrão espectacular, uma casa fantástica e tem um tórrido affair com o seu personal trainer, um rapaz afro-latino-americano com uma pila grande, como ela gosta!

------------------------------
A recepcionista lésbica de momento está internada num hospital psiquiátrico e leva a vida a olhar para o espelho e a perguntar "espelho meu, espelho, há lá gaja mais linda do que eu?" e como está maluquita de todo, ouve a resposta do Espelho "ya, minha... a Blanquita de las Nieves!". Crê-se que não sairá tão cedo da sala almofadada...

Os Enanitos continuam a preparar misses e a obter resultados espantosos. O escândalo Blanquita de las Nieves deu-lhes uma enorme projecção e eles convidaram-na para ser consultora de beleza e postura na Academia.

A história da madrasta má foi uma invenção da Blanquita de las Nieves para vender mais revistas.


-----------------------------
DISCLAIMER:
Este post não tem qualquer intenção de denegrir a imagem da comunidade LGBT.
Trata-se apenas de um texto humorístico (ou a tentativa de...)


sexta-feira, 17 de julho de 2009

Aaaarrrggghhhhh....... (parte II)

Algarve. Julho. Inferno.

Lá fora, no jardim ao pé da minha casa, há música pimba até às 0h00 e ainda agora são 22h53. A música até não está muito alta, como noutros dias, mas mesmo assim incomoda. À noite prezo muito o silêncio, a tranquilidade.

Podia sair, ir para outro lado. Mas acontece que estou com um trabalho entre mãos que preciso de fazer pela noite dentro, mas dava jeito conseguir fazer uma parte entre as 22h e as 0h00... é impossível, com este barulho.

O silêncio é de ouro, mas aqui reina a maior miséria!

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Aaaarrrggghhhhh.......

É sempre assim. Quando chego ao mês de Julho estou cansada, derreada, esgotada. As forças esvaem-se em menos de nada e eu fico fisica e psicologicamente de rastos.


Assim que puder vou-me embora, desligo tudo e vou de Férias!!!!

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Dilema existencial grave!!!


O que é que eu vou ver hoje na televisão? O funeral do Michael Jackson? A apresentação do Cristiano Ronaldo no Rebéubéu de Madrid?...

Este dilema dilacera-me as entranhas e deixa-me cá com umas cólicas existenciais....!

Pelo sim, pelo não, e para não aborrecer ninguém, vou mas é ver o Project Runway na Sic Gaija...


domingo, 5 de julho de 2009

A passaroca e os temas da actualidade

Pensavam que me tinha passado ao lado? Pensavam que, mais uma vez, eu não iria na corrente de escrever sobre alguma questão mais actual, como tem sido hábito até aqui, tirando algumas honrosas excepções?

Pois, pensaram bem! Não vou falar sobre os cornos do ministro. Também não vou falar sobre as eleições no benfica (olha quem, para falar sobre assunto tão prosaico!!!!).

Que podia eu dizer que não tenha sido dito sobre os cornos do ministro? Nada!

De modo que fica só o apontamento de que acompanhei a notícia até certo ponto, mas depois segui em frente e já está! =))


Passaroca, cala o bico!

Eu tento, mas na verdade sou uma desbocada. Quando criei este blogue, não o divulguei a quem conheço. Quero ter a liberdade de escrever o que quero sem ter de pensar que posso eventualmente ofender alguém, e quero poder escrever sobre situações que possam passar-se com essas pessoas que conheço, mas dar a esse relato um cariz cómico que só consigo dar se disser algo que pode ir além da história em si mesma. Portanto, eu não quero divulgar o blogue a quem conheço.

Mas acontece que num dia mais descontraído disse que tinha blogue. Expliquei que não dava o endereço, porque realmente era um blogue não destinado a pessoas que conheço. Mas falei da existência do blogue e agora ouço bocas de ter blogue mas não mostrar e mais isto e mais aquilo...

Então, agora, vou ter de continuar a fazer-me esquecida, porque quero continuar a contar histórias parvas, a dizer palavrões se me apetecer e a escrever sobre nada de especial.

Quem me mandou abrir o bico?!

sexta-feira, 26 de junho de 2009

RIP a dobrar

Ontem morreram duas celebridades: a Farrah Fawcett e o Michael Jackson.

Hoje ninguém fala da Farrah Fawcett mas entopem-nos a televisão e o rádio com o Michael Jackson.

A Farrah Fawcett era uma pessoa normal, um dos Anjos de Charlie, ícone dos anos 70.

O Michael Jackson era considerado o Rei da Pop e esteve sempre rodeado de polémica.

A família da Farrah Fawcett tem privacidade para a chorar e fazer o seu luto.

A família do Michael Jackson tem a imprensa acampada à porta.

Lá onde está a Farrah Fawcett deve estar a dizer para o Michael Jackson, na sala VIP das Portas do S. Pedro: "Obrigada por afastares os abutres da minha porta, meu!"

RIP




sexta-feira, 12 de junho de 2009

A minha Princesa faz anos hoje!




A minha Princesa Carlota faz 8 aninhos hoje. É uma gata com uma enorme personalidade e muita vontade própria, ou não fosse ela uma digna representante dos felinos.
Há 8 anos chegou à família e hoje é a nossa "vesguinha" e uma companheira de manhãs de ronha como não há outra!
Parabéns, minha Princesa!

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Interpelação ao S. Pedro


Exmo. Senhor
São Pedro
Portas do Céu
0000-000 Céu

Assunto: Feriados e bom tempo


Exmo. Senhor,

Venho pela presente expor e requerer o seguinte:

- Tendo em conta que nas últimas semanas temos tido um calor do caraças nos dias úteis, e que ao fim de semana somos brindados com mau tempo,

- Tendo em conta que nos dias úteis bem pode fazer sol e calor, que para mim é igual, pois tenho de trabalhar,

- Tendo em conta que é ao fim de semana que posso vestir o biquini, pegar o saquinho da praia, num livro e rumar à praia mais próxima para umas horinhas de sol e banhinhos de mar,

- Tendo em conta que os fins de semana têm sido uma bosta e que a semana que ora se inicia parece também muito ranhosa,

- Tendo em conta que a partir de 4ª feira o pessoal vai meter férias porque vai haver 2 feriados seguidos,

Requer-se a Vª Ex.ª se digne desligar as torneiras e aumentar o potenciómetro do sol, para podermos ter uns dias de praia e banhos de mar, pois bem merecemos.

Pede e Espera Deferimento
PKB