sábado, 7 de fevereiro de 2009

As passarocas não têm asas

Ontem fui a Lisboa e, lá chegada, tive de me deslocar de metro. Se há pessoas que têm a mania de observar os outros, eu faço mais do que isso. Meto conversa com quem estiver à minha frente. Ontem não foi excepção.

Iam duas mulheres à minha frente, a falar da dieta de uma delas (que era realmente muito gordinha) e dos problemas que a outra tinha em comprar roupa que lhe servisse, porque depois ter tido os filhotes, ficou com um pneuzito estratégico na barriga.

Pegando na deixa de "não consigo arranjar calças que me sirvam porque são muito baixas e eu tenho este raio de pneu", eu disse "pois... o cós é sempre deste tamanho" (com a mão eu fiz o equivalente a um cós de 3 ou 4 cm... não mais). E a partir daí fui incluínda na conversa que foi desde cerca das Picoas até ao Campo-Grande.
Ainda se falou de outra coisa interessante, mas que não me aflige (ainda): é mais fácil comprar roupas para as meninas que para os meninos. Em qualquer loja de roupa infantil há 99% do espaço tem tudo para as meninas e os restantes 1% é para meninos.

--------------------------
A viagem para Lisboa, em si, correu sem incidentes. Fui de autocarro (bem... só o ir de autocarro é um incidente...). Se fosse adepta de futebol tinha gostado imenso do dvd que puseram para nos entreter enquanto íamos ali apertados como sardinhas em lata... 45 minutos de auto-golos, frangos e outros "mishaps" da liga inglesa. What fun!

Naquele autocarro, toda a gente tossia, espirrava, fungava... se não apanhar nada nos próximos dias dou-me como oficialmente imune aos vírus da época.

O regresso foi também de autocarro. Depois dos telefonemas iniciais para familiares e namorados a dizer "vamos sair agora", depois de se tirarem casacos e 'amandar' cotoveladas ao parceiro do lado por causa de estarmos ali num espaço realmente exíguo, as restantes 2h45 foram dedicadas a dormir a belo dormir. Eu não fui excepção.

Hoje, estou toda dorida daquele raio daquele autocarro. Ir de comboio teria sido uma ideia, mas há umas quantas razões que me levam a usar esse meio de transporte só para ir ao Porto:
- tenho de ir apanhá-lo a cascos de rolha;
- os horários são muito pouco flexíveis;
- eu enjoo no alfa-pendular... (don't ask!)

9 comentários:

Mister.io disse...

Enjoas no pendular... Tens de andar de regional :D
Ab

Miss Kitty disse...

Um video com auto golos no autocarro era motivo para eu enjoar... e muito! lol

BJS*

Cristiana disse...

PKB,
Pois, és então adepta do TGV não?!

Fada disse...

Sabiam bem as asinhas, não?!?!
Mas com o vento que fez, ainda ias parar ao lado errado!

:D

Bom descanso!
Beijinhos

Mad disse...

NamoradOS?
Well, well, WELL!

Ana disse...

E é verdade: é mais fácil comprar roupa para meninas do que para meninos... Acredita em mim, tenho experiencia na coisa:)
Beijo

Lady Oh my Dog! disse...

óoooo passaroca! tens um desafio! toca a escrever, vá.

PKB disse...

Mister.io:
Deus me livre! Então é que mais valia darem-me um copito de cicuta...

Miss Kitty:
Pois... mas olha, entretive-me a navegar pela net pelo tlm enquanto o desgraçado teve bateria.

Mad,
No autocarro ouvem-se os telefonemas feitos pelas pessoas atrás de nós, ao nosso lado e à nossa frente. ;)

Ana,
Pois... quem tem sobrinhos e sobrinhas sabe destas coisas :))

Lady Oh My Dog,
Já está escrito =)

Pedro Barata disse...

Pelo menos um filmezito da tanga daqueles que costumam pôr... Lol
Beijinhos