sábado, 31 de janeiro de 2009

eu e a garrafa de vinho tinto rosé**

Eu sou uma pessoa que bebe pouco, mas hoje, sabe-se lá porquê, dei cabo de meia garrafa de vinho rosé. Para os leitores mais etílicos pode parecer uma gota no oceano (ou no sistema alcoolico), mas para mim é o suficiente para ficar ensonada e a precisar de ir dormir.

Tenho a triste característica de passar do acto de beber para a moleza e soneira... não gozo a "bubadeira" como qualquer normal mortal.

De modo que este texto está a ser escrito por uma pessoa etilizada.

Amanhã quando ler isto, vai ser bonito....

_________________________
** Depois do comentário do Bruno Taborda, tenho de me render à minha ignorância e evidências e corrigir o título para "Eu e a garrafa de vinho rosé".
Bruno, se houver mais algum esclarecimento, diz, tá? =)) A Passaroca Knows Best e não pode passar por ignorante eheheh :p)

4 comentários:

Bruno Taborda disse...

Essa do "vinho tinto rosé" está gira! Devias estar jeitosa...

Uma nota adicional. Para apreciadores, o rosé não é vinho. É assim como misturar coca-cola com fanta, estás a ver?

Fada disse...

lolol
Espero que durmas bem, pelo menos!!

E para uma pessoa etilizada, o texto está bem escrito!!!

Bruno Taborda: Desculpa lá, mas não concordo... Há bons vinhos rosé, precisamente para quando a necessidade vínica não pretende o corpo dum vinho tinto ou a leveza dum vinho branco...

Beijinhos

PS - ainda não tinha visto como te "seguir", agora já estás na lista!!! :)

PKB disse...

Bruno,
Ora bem... aqui a ignorante foi fazer uma pesquisa rápida ao google e pode esclarecer que não misturou nada. O vinho era naturalmente rosé e estava fresquinho e leve. Para estava muito bem. =)
Não misturei vinhos ehehehe
Mas se disse algum disparate, por favor, esclarece-me, tá? (vou tirar a do vinho tinto rosé).

Fada,
Dormi esplendidamente! =)

Pedro Barata disse...

Conseguiste escrever!!! Nada mau... Lol